GT 6 Estado colonial, racismo estrutural e políticas públicas: suas expressões no cotidiano profissional das/dos Assistentes Sociais

Autores

  • Ariana Santos (UFRJ)
  • Wellington Federico (UERJ)

Resumo

Na atualidade a população negra constitui a maioria da população residente no Brasil, contudo, figuram nos piores índices sociais e econômicos, sendo apartados de condições sociais dignas para se viver. Isso fica evidente, nos índices de violência contra às mulheres nos últimos dez anos, onde ocorreu um aumento para às negras e uma redução para as não negras; nos postos de trabalhos ocupados, sendo os de baixa remuneração e desvalorizados socialmente, os direcionados para a população negra; a violência promovida pelo braço armado do Estado voltada para os territórios periféricos e favelados, que são ocupados em maioria pela população negra, sendo os jovens negros, as vítimas principais de homicídio; bem como a ineficácia, os recursos escassos, que são direcionados as políticas sociais, voltadas a essa população. O Estado brasileiro contemporâneo se estrutura a partir de bases coloniais assentadas no racismo antinegro, nesse sentido as políticas públicas que emergem a partir da concepção moderna de Estado, com base ideológica liberal, apontando existir um sujeito universal, vem sendo incapaz de atender as necessidades sociais da maioria da população brasileira, provocando de forma oposta ao que se propõe, violências institucionais, negando a existência e silenciando suas formas de existir. As políticas sociais são o espaço privilegiado de atuação profissional das/dos assistentes sociais, este GT objetiva discutir sobre experiências identificadas no cotidiano profissional que reproduz a lógica colonial contra a população negra, bem como práticas anticoloniais e antirracistas que vem contribuindo para dar visibilidade e enfrentar as desigualdades raciais.

GT 6 - Sessão 1 - Dia 17/12/2020 das 14h às 16h30

  • A extensão como estratégia da luta antirracista no cotidiano profissional de assistentes sociais

      ► Adriana de Andrade Mesquita, Jussara Francisca de Assis dos Santos, Jussara de Cássia Soares Lopes

  • Os dois lados da fuga racial: auto e hetero negação

      ► Olívia Ramos da Penha

  • Política nacional de saúde integral da população negra: uma discussão necessária na residência multiprofissional em saúde da(o)s assistentes sociais.

      ► Luciana Costa

  • O mito da proteção às mulheres vítimas de violência doméstica

      ► Talita Coelho de Melo

GT 6 - Sessão 2 - Dia 18/12/2020 das 14h às 16h30

  • A relação entre religiosidade e saúde mental: Um estudo sobre a influência das religiões de matriz africana nos indivíduos e o reflexo do racismo religioso nos atendimentos psicossociais

      ► Barbara Mariano Vicente, Nathália Lisboa Prince

  • Vozes que ecoam: racismo, violência e saúde da população negra

      ► Cristiane Souza da Silva, Raquel Rodrigues da Silva Barbosa, Arthur Alves Pereira Sousa

  • A gestação do Estado capitalista brasileiro: uma análise a partir da estrutura colonial de raízes patriarcais e escravistas

       ► Renata Nunes

  • O/a “outro/a” do valor na formação social brasileira

      ► Tatiana Dahmer Pereira, Thalyta Santos Rocha Figueiredo, Francine Gonçalves Sampaio

  • Aquilombando o debate da questão étnico-racial no Sistema Único de Assistência Social: aproximações teóricas

      ► Bruna Ferreira Corrêa

Publicado

2021-03-05

Lista

Seção

Grupos de Trabalho