GT 19 Lutas antirracistas, anticapitalistas e antifascistas - história, território, política, ideologia

Autores

  • Joana Aparecida Coutinho (UFMA)
  • Rogata Soares Del Gaudio (UFMG)
  • Silvani Magali Nascimento (UFMA)

Resumo

Vivemos um momento intenso na história do Brasil e do mundo, com o aumento da xenofobia, racismo e da extrema direita em escala global. Além disso, se por um lado, temos mais tecnologia e riqueza, por outro também acompanhamos uma degradação ambiental sem precedentes e um aumento da pobreza em dimensões abissais. No Brasil, com o Golpe de 2016 e as eleições de 2018, vimos crescer e de forma organizada a extrema direita no país e um processo de “fascistização da sociedade brasileira”, que faz acender uma luz de alerta. O racismo, obviamente, não nasce neste momento, mas tem tomado proporções assombrosas, principalmente com o genocídio de jovens negros (ou quase negros) das periferias. O racismo estrutural ou institucional, como analisa Sílvio Almeida, está impregnado no cotidiano de tal forma que vivemos o racismo como algo “natural”, nas escolas, nas universidades, enfim, nas instituições. Visto por esta ótica, o racismo não se resume a comportamentos individuais, mas é o resultado do funcionamento das instituições “que passam a atuar em uma dinâmica que confere, ainda que indiretamente, desvantagens e privilégios” (Almeida, 2020, p. 37). Raça e classe estão interligados, mesmo porque no caso brasileiro, a maioria da classe trabalhadora é formada por pretos e pardos. Dimensão importante, mas que, no entanto, ao tratar do “racismo institucional”, são os negros que mais sofrerão toda sorte de preconceito relacionado a sua cor. 

É objetivo deste GT, portanto, debater o racismo e o fascismo, em suas diversas expressões e materialidades, bem como a luta antifascista e suas  matizes, formas e escalas (econômicas políticas, ambientais, ideológicas e territoriais) compreendendo-as como fundamentais para barrar o crescimento do fascismo nas suas expressões no Brasil e no mundo.

GT 19 - Sessão 1 - Dia 16/12/2020 das 14h às 16h30

  • José Carlos Mariátegui e a Gênesis do Fascismo

       John Ferreira

  • Considerações sobre racismo estrutural no Marajó/Pá: um estudo de caso no município de Portel

      Silvana Ramos Lacerda, Jacqueline Tatiane Da Silva Guimaraes

  • Território Tekoá Paranapuã: aprendizados sobre o modo de vida Guarani Mbyá

     Raiane Assumpção, Gilson Wera Mirim, Leila Miyoko Hatai, Patrícia Schnek

  • O currículo escolar e a construção do pertencimento etnico-racial

     Sonia Couto Souza Feitosa

  • A luta antifascista e antirracista exige clareza teórica e prática social

      Joana Aparecida Coutinho

GT 19 - Sessão 2 - Dia 17/12/2020 das 14h às 16h30

  • O livro didático de Geografia e as (im)possibilidades discursivas antirracistas: política e ideologias.

      Eliano De Souza Martins Freias

  • “O fascismo nosso de cada dia nos dai hoje”: O Estado Novo em Portugal e Brasil aproximações

      Rogata Soares Del Gaudio

  • Lutas anticapitalista, racismo e ambiente: a água no norte de Minas Gerais

      Doralice Barros Pereira

  • Cisão das “classes médias brasileiras” e a reposição escravista no capitalismo

      Glauber Franco de Oliveira

Publicado

2021-03-05

Lista

Seção

Grupos de Trabalho